terça-feira, 11 de setembro de 2012

De volta as passarelas

A minha história com a Ana,não iria simplesmente acabar assim.Apesar do nosso contato extremamente virtual,ela havia admitido que tinha gostado muito.Depois de um tempo,os assuntos foram acabando,e paramos de conversar durante um tempo,até que a festa de formatura foi se aproximando,e ela voltou a falar comigo no msn:
-Oi,tudo bem?
-Tudo,e você?
-Também.

Um pequeno silêncio se deu entre nós durante alguns minutos,porém ela resolver continuar a conversa:
-E ai,bateu em mais alguém depois de mim?
-Não sei...Porque?Está quer apanhar de novo é?

Perguntei de maneira irônica e atrevida,nunca esperando a resposta que me foi dada:
-E se tiver?O que você vai fazer?

Resolvi entrar na sua "brincadeira" e respondi,com o mesmo atrevimento:
-Vou fazer aquilo que seu papai não fez direito!
-Ai ai ai ui ui ui...safadinho...

Como da última vez,ja imaginei que aquela mente maquiavélica ja havia traçado um plano mirabolante e logo perguntei:
-Qual é o plano agora?
-Você sabe dirigir não sabe?
-Sim,mas não tenho carteira e nem vão me deixar pegar o carro.
-Aff...você é muito igênuo mesmo,e você acha que ja não pensei nisso?
-Acho que isso vai entrar na lista de suas malcriações...
-Adoro ser mal criada,ja deve ter percebido isso,e você gosta,então não reclama!Enfim,meu primo vai de carro,eu pego a chave dele.Perto do salão da formatura,tem um motel,sabe qual que é neh?
-Hum...motel...ta bem sapequinha hein!
-Uhum,e você queria o que?no banheiro do salão?Olha bem pra mim neh!
-É o motel mais caro da cidade...
-Não,é o melhor motel da cidade,relaxa,você sabe que dinheiro não é o problema,e mesmo se fosse,o dinheiro que você ganhou quando apostou que ia ficar comigo paga até a suite luxo!

Fui obrigado a engolir essa a seco.Mas como ela sabia da aposta?Achei melhor não perguntar e ela continuou a falar:
-Além disso,aquele dia não agentei muito porque não podia gritar,no motel seremos só nós e mais niguem por perto!
-Então ta dizendo que aguenta muito mais?ha ha ha.
-Vai ter muito mais trabalho.Não me subestime!
-Sim senhora.
-Ok Sr irônico.Depois da valsa,vão distribuir os chinelos,ai agente pega da uma despistada e vai!ai você pode aproveitar e estreiar ele.
-Ok.Aqui,tenho que sair!bjs
-bjs

Chegou o grande dia.A formatura estava marcada paras as 22 h. Cheguei era por volta das 23.Ela ja estava la.Simplesmente divina,mais linda do que o normal.Um vestido branco com rendas  e uma espécie de saia,que não sei dizer bem o que era. Não era um vestido longo,batia um pouco acima de seus joelhos.Não era nem folgado,e muito menos grudado tipo piriguete.Maquiagem ao ponto,cabelo mais que arrumado,uma sandália de salto alto que a deixava quase na minha altura.Simplesmente estava maravilhosa. Modéstia a parte,também não deixei por menos:vestia um terno super cem,acompanhado por colete de seda e sapatos.Uma camisa prata, cinto e gravata alinhados.

Comprimentei a todos,bebi alguma coisa,e logo começaram as homenagens.Depois das homenagens começaram a organizar a fila da valsa,mas houveram atrasos.Até que a valsa terminasse,ja passava um pouco de 1 da manhã.

Finalmente a valsa terminou,e começou mesmo a festa.Os primeiros casais da festa começaram  a se formar.Não demorei muito e agarrei ela também ja na festa.Dai fomos juntos para a fila dos chinelos.Ficamos juntos la nos agarrando até que pegamos nossos chinelos e bombons.Ainda na fila ela havia dito que o carro do seu primo era um Fiat stilo preto estacionado perto da pedreira.Eu vou primeiro e depois você vai sem deixar ninguém perceber.e eu ja vou estar dentro do carro.

Voltamos para o salão dei uma despistada com alguns amigos e depois deixei o chinelo na mesa.Ela ja foi até sua mesa deixou os bombons,tirou as sandálias e ficou com os chinelos dos formandos:uma havaians top branca com o simbolo da turma estampado na parte de trás. Vi ela saindo linda como estava e agora de havaianas,que combinavam com suas francesinhas nos seus lindos pés.Nem preciso dizer que ja comecei e me exitar nesse momento.

Fui logo atras,como haviamos combinado.Entrei no carro e ela estava no banco do carona.saimos logo e no caminhao ela perguntou:
-Não trouxe seus chinelos?
-Uai,você não disse que queria um tratamento especial?
-hum...só quero ver

Nisso ela começou a massagear meu Pênis(que ja estava em estado exitado) suavemente com sua mão esquerda.Chegamos ao motel,pegamos a chave,e fomos para o quarto ja nos agarrando dentro do elevador.
Ao entrarmos no quarto, logo tirei meu palitó e fui abrindo o colete e afrochando a gravata. Peguei seus cabelos longos e castanhos puxando-o pela nuca,foirçando-a a ficar de joelhos pra mim. Mandei que ela abrisse minha calça e a cueca boxer vermelha que estava usando e deixava transparecer muito a minha excitação. Ela começou a fazer oral,e quando estava prestes a gozar a primeira vez puxei novamente ela pelos cabelos,a levantei e logo depois a abracei de costas, de modo que  minhas mãos iam de encontro aos seus seios e minha boca ao seu pescoço,o que a deixou toda arrepiada.
Depois de deixar seu pescoço roxo, e ela toda arrepiada, abri o seu vestido,que caiu ate seus pes e depois foi jogado pra longe em algum canto do quarto. Joguei-a na cama de 4,ja semi nua e apliquei algumas palmadas que marcaram meu s cinco dedinhos no seu bumbum. Tirei o chinelo do seu pé e dei umas meia duzia de chineladas nao muito fortes e dizendo:
-você não queria um tratamento caprichado?
-Ainda não vi nada de mais-respondeu ela gemendo
-Mas estou só começando....

Dei mais 10 chineladas bem fortes nela,ela gritou e gemeu bastante.

Fui e peguei minha calça,nesse tempo ela perguntou
-Uai,ja parou???

Peguei o cinto dobrei ao meio,dei uma volta na mão e dei dois estalos respondendo:
-Claro que não...
Segurei ela ainda d e4 na cama apoiada sobre as mão e joelhos.Nossos corpos suavam.

Tirei o seu sutiã e logo depois sua calcinha e disse:
-Agora vai começar o seu tratamento especial.e você vai ficar quietinha...

Ela assim fez,e não reagiu
Dei-lhe a primeira cintada.sslllllllllllaaaaaaaaapppppppp Ela gritou,enquanto seu corpo ia pra frente e voltava.Dei-lhe a segunda com um certo intervalo,seu corpo fez o mesmo movimento,e novamente um grito prolongado de dor. Depois vieram as outras em sequencia slap,slap,slap,slap,alp....
Seus gemidos eram musicas para os meus ouvidos. Devo ter dado umas 20 cintadas em sua bunda.Ela chorava ao final.

Depois disso,enxuguei suas lagrimas nos beijamos, e ela,agora deitadas com as costas na cama. Voltamos a nos beijar e voltamos a transar como um casal normal.

Na segunda feira seguinte,ela tentava disfarçar o chupão no pescoço com o cabelo,mas os comentários foram inevitáveis.Depois disso,ela seguiu carreira de modelo e eu comecei a faculdade, o que nos afstou e deixou na memória essa linda história.

Nenhum comentário:

Postar um comentário